Pra quem quiser me visitar....
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
  • Berlim, de bocado em bocado
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • Lenha no fogão: comida e memória no sul de Minas Gerais
  • Fazenda do Serrote: refúgio na divisa entre Rio e Minas Gerais
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Padaria da Esquina, a nova casa de Vitor Sobral em São Paulo: minhas impressões
  • The Slow Bakery, o café
Terça, 11 Outubro 2011

Breizh Café: ainda melhor em Cancale

Já tinha comentado aqui sobre a filial da crêperie Breizh Café no Marais, em Paris. Nessa passagem pela Bretanha, pude conhecer a matriz, em Cancale, a poucos quilômetros de onde estava hospedada. E gostei ainda mais. Sob o lema “La crêpe autrement”, galettes e crêpes são feitas com matéria-prima de qualidade, produtos artesanais.

As galettes, feitas de trigo sarraceno, são incrivelmente douradas e têm as bordas crocantes. Fomos das mais simples, como a de queijo, presunto, cebola confit e uma bela gema mole, até as especialidades locais. Ainda não sei dizer se gostei mais da de arenque defumado com crème fraîche ou se da de queijo com bacon, crème fraîche e pimenta de Espelette...

Só sei que, de fato, fui ainda mais feliz ali do que na sucursal parisiense. Provavelmente, por estar inserida no contexto do savoir-faire bretão, o que muda tudo. Nada como beber na fonte... Mas um pouco também pelo cenário especial. Afinal, comer diante de janelas que descortinam o mar de Cancale há de fazer alguma diferença...

 

Breizh Café – 7 quais Thomas – Cancale
http:/www.breizhcafe.com/

As atualizações do blog também estão no meu twitter.

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: