Pra quem quiser me visitar....
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
  • Berlim, de bocado em bocado
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • Lenha no fogão: comida e memória no sul de Minas Gerais
  • Fazenda do Serrote: refúgio na divisa entre Rio e Minas Gerais
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Padaria da Esquina, a nova casa de Vitor Sobral em São Paulo: minhas impressões
  • The Slow Bakery, o café
Sexta, 06 Dezembro 2013

The White Rabbit, em Santiago

The White Rabbit Santiago

Minhas pretensões gastronômicas em Santiago foram completamente arruinadas pelo prolongamento do feriado das Fiestas Patrias. Voltei com a impressão de que a data é pros chilenos o que nem mesmo o Carnaval é pros cariocas. Tudo, absolutamente tudo, para. Estive na cidade nos três dias que se seguiram ao feriado e, praticamente, só encontrei portas fechadas. Por sorte, um dos poucos lugares abertos revelou-se uma boa surpresa.

The White Rabbit Santiago

Inaugurado há alguns meses, o White Rabbit tem alma de pub, tanto no ambiente, como na cozinha, que mistura referências europeias e americanas. As adaptações ao código postal se evidenciam no uso de ingredientes como a merluza austral, o camote, o abacate. O cardápio é enxutíssimo e a comida, simples e calorosa, é bem executada e cheia de sabor.

Começamos com o fish and chips da casa. Gordos pedaços de merluza austral empanados com maestria: sequinhos, crosta crocante. Chegaram acompanhados de três molhos (tártaro, laranja e uma brunoise de cenoura com coentro, se não me falha a memória), além de ótimas batatas fritas e camote frito, ainda melhor que as batatas.

The White Rabbit Santiago

Em seguida, sanduíche de leitão. Bom pão, carne úmida, bom relish de pimentões. Gostoso, mas foi ofuscado pelo brilho do clássico BLT (Bacon, Lettuce and Tomato), que, ali, traz um bacon infernal (quem se importa com o L e o T diante daquele B?) e recebe o ótimo acréscimo de fatias de abacate. Delicioso. Ambos os sanduíches tinham a providencial companhia de batata e camote fritos.

The White Rabbit Santiago

The White Rabbit Santiago

Com a cidade deserta e pouca esperança de encontrar um lugar confiável onde depositar minha fome, o White Rabbit foi um alento. Mais do que um simples consolo numa noite fadada ao insucesso, é um endereço ao qual eu certamente voltaria.

 

The White Rabbit – Antonia Lopez de Bello 118 – Providencia - Santiago

http://thewhiterabbitstgo.com/

Comentários:
em 06-12-2013
por: Julia
Oi Constance! Acompanho seu trabalho há muito tempo com muita admiração! Atualmente vivo em Santiago e fico feliz que você tenha ido e gostado do White Rabbit! Além dos pub food gostoso, fazem coquetéis criativos e equilibrados, coisa difícil de se encontrar, ainda mais em Santiago! Não sei se você chegou a conhecer, mas o Peumayen (que serve comida inspirada na cozinha dos mapuche, aymara e rapanui) também é um restaurante relativamente novo em Santiago que tem uma proposta bacana e bem executada, vale a pena!

-Julia
www.vidagourmande.com
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: