Pra quem quiser me visitar....
  • La Guapa, a casa de empanadas da chef Paola Carosella
  • A primeira edição brasileira do Guia Michelin: minhas impressões
  • Burrow Patisserie: o artesanato de Ayako Kurokawa
  • Comedoria Gonzales
  • Taberna da Esquina: o gosto da memória
  • Cosme, o novo restaurante do chef Enrique Olvera em Nova York
  • Junta Local
  • "Pão ou pães é questão de opiniães"
  • Aldeia Beijupirá, na Praia do Laje: só penso em voltar
Segunda, 22 Junho 2015

Menu de outono no Bazzar: minhas impressões

Restaurante Bazzar

Não são poucas as virtudes que eu poderia apontar no menu de outono do Bazzar, que experimentei no final da semana passada, num derradeiro suspiro desta que é minha estação interior de janeiro a dezembro.

Da concepção dos pratos ao frescor dos ingredientes, o menu revela o empenho de Cristiana Beltrão e sua equipe em alinhar a cozinha do restaurante aos desígnios da natureza. Além de bem arquitetado, é oferecido por preço consideravelmente mais baixo que o praticado nas imediações (cinco cursos por R$ 107,00).

A questão é que entre proposta e resultado há um longo caminho a percorrer e, ao menos na minha experiência, a execução dos pratos não esteve à altura das boas ideias sugeridas no cardápio. Foi um jantar marcado por alguns deslizes, que, admito, talvez tenham mesmo comprometido uma avaliação mais acurada.

O caldo de bulbos com vôngoles era delicadíssimo. Eu provavelmente beberia até a última gota se cada colherada não trouxesse pedaços quebrados das conchas, acumulados no fundo do prato. Desisti antes do fim.

Restaurante Bazzar

O mesmo aconteceu com o prato que trazia ovo de pata e pequenos pedaços de peito de pato defumado sobre purê de cará. O purê chegou fumegante. Esperei cinco minutos, tentei novamente. Ainda assim, queimei a língua. Paladar e prazer comprometidos, nova desistência.

Restaurante Bazzar

O bolinho de milho verde com gengibre era saboroso, mas um tanto pesado. O catupiry de cabra que o coroava, muito salgado.

Restaurante Bazzar

A sobremesa, doce de batata doce com iogurte de ovelha, tinha leveza, mas o casamento de sabores e texturas não me pareceu bem-sucedido.

Restaurante Bazzar

O brilho ficou por conta do prato que marcou o meio do percurso: deliciosos cogumelos (de Lumiar, na serra fluminense) salteados com nacos de aipim e inhame cozidos. O cheiro, o gosto, o calor da terra. Fossem os cinco cursos repetições daquele prato, eu não me queixaria.  

Restaurante Bazzar

 

Bazzar – Rua Barão da Torre, 538 – Ipanema.

http://www.bazzar.com.br/

Quarta, 01 Abril 2015

Junta Local

Junta Local

Ainda não era meio-dia quando cheguei à penúltima edição da feira de comida Junta Local e já havia na Casa da Glória mais gente do que minha fobia de multidões me permite suportar. Pensei em ir embora. Felizmente, reconsiderei. Não consegui alcançar todos os pontos – era um mar de gente a vencer –, mas muito do que vi me pareceu interessante. Nem todas as bancas por onde passei ostentavam a mesma qualidade, mas havia muita coisa boa.

A Junta acontece periodicamente em diferentes endereços do Rio de Janeiro e tem por propósito conectar consumidores e produtores artesanais. Mais do que vender comida, seu grande mérito é o de dar espaço a profissionais que não contam com as vitrines de uma loja ou as bancadas de um restaurante na divulgação de seu trabalho. Se, por um lado, a feira proporciona a essas pessoas a oportunidade de mostrar ao público sua produção, por outro, o consumidor que sai da zona de conforto e vai até lá disposto a buscar novos caminhos pode ter boas surpresas.

Junta Local

No pouco tempo em que circulei ali, conheci ao menos dois produtores que, desde então, têm feito diferença em minha mesa.

Na padaria The Slow Bakery – que não tem loja física, mas faz entregas semanais através de encomendas em seu website –, encontrei ótimos pães de fermentação natural. Tenho encomendado toda semana e o padrão do que experimentei até agora é consideravelmente superior ao que costumamos encontrar nas prateleiras das boulangeries cariocas.

The Slow Bakery

The Slow Bakery

O Atelier des Saveurs, do pâtissier Jeff Mauget, foi outra boa descoberta. Jeff mantém uma confeitaria on-line e faz entregas semanalmente. Em minha visita à feira, experimentei um bom financier de pistache com chocolate e deliciosas chouquettes. Na semana seguinte,encomendei uma tarte bourdaloue (peras e creme de amêndoas). Massa crocante, recheio delicado, açúcar na medida. Uma delícia. Não me recordo de ter encontrado exemplar melhor por aqui.

Atelier des Saveurs

Atelier des Saveurs

São pequenos, mas imensos exemplos a confirmar que o grande valor de iniciativas como a da Junta Local está em expandir as fronteiras da cidade e tirar da obscuridade artesãos que não dispõem de uma calçada ou um corredor de shopping a facilitar seu acesso ao consumidor.

 

Junta Local - http://www.juntalocal.com/

The Slow Bakery - http://www.theslowbakery.com.br/

Atelier des Saveurs - http://www.atelierdessaveurs.com.br/

 

© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: