Pra quem quiser me visitar....
  • Relæ, em Copenhague: pequeno notável
  • Pirouette: oásis em Les Halles
  • Noma, o lendário restaurante do chef René Redzepi em Copenhague: minhas impressões
  • Nordisk Brødhus: meu melhor café da manhã em Copenhague
  • Clamato, a nova casa do chef Bertrand Grébaut em Paris
  • Você já foi ao Paraíso Tropical? Não? Então, vá.
  • Copenhague em pequenos bocados
  • Artesanal: para onde aponta a cozinha de Roberta Sudbrack em 2014
  • Terreiro Bahia, a casa de Tereza Paim na Praia do Forte
Quinta, 06 Dezembro 2012

Tenda do Nilo: simplicidade, despretensão e boa comida

Tenda do Nilo

Fazia tempo que eu me prometia uma visita ao Tenda do Nilo, em São Paulo. Já não aguentava mais ouvir dos amigos: “Você ainda não foi? Ah, precisa ir...” Finalmente, fui.

A casa me soou como uma espécie de boteco árabe: lugar pequeno, simples, sem qualquer pretensão estética, marcado pela presença das donas e pela boa comida. Há quem o considere muito caro, o que iria de encontro à minha definição, mas não me parece exatamente o caso. Os preços, de fato, são altos. Mas as porções costumam ser grandes, suficientes pra aplacar a fome de, pelo menos, duas pessoas. No dia em que estive lá, éramos duas e asseguro que o que havia na mesa alimentaria uma terceira.

Começamos com bons quibe e esfiha.  Seguimos com hummus, baba ganoush, coalhada seca e pasta de pimentão vermelho com nozes, todas deliciosas. A última era especialmente boa.

Tenda do Nilo  Tenda do Nilo

Tenda do Nilo

A couve flor frita com tahine faz jus à fama que tem. Fritura sequinha, perfeita, revela na companhia da pasta de gergelim um resultado que eu não poderia supor fosse tão feliz...

Tenda do Nilo

Enfim, o fatte, um dos pratos mais pedidos da casa. Aqui, vou discordar do que parece ser a opinião geral. A mistura de pão árabe torrado, carne com grão de bico, coalhada fresca, alho e castanha na manteiga não me pareceu bem-sucedida. Coisas demais – e em proporções não muito equilibradas – num prato só. Improvável o diálogo ali...

Tenda do Nilo

O tom voltou a subir com a sobremesa: Mil e Uma Noites. Difícil esperar pouco de uma sobremesa assim batizada. Pra minha felicidade, as expectativas não se frustraram. Um gostoso bolo de semolina recebe camada generosa de delicado creme de nata e, ainda, uma chuva de pistaches. À exceção da calda que ladeava o prato, nada era muito doce; tudo tinha equilíbrio e sutileza.  

Tenda do Nilo

Um lugar aonde, provavelmente, voltaria sempre se vivesse em São Paulo.

 

Tenda do Nilo – rua  Coronel Oscar Porto 638 – Paraíso – São Paulo

http://www.tendadonilo.com.br/

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: